O design da Xixa

Olá Mundo! Nós somos as JUUZ e criamos essa coluna intitulada Dona Cartolina para falarmos um pouco sobre design. A ideia é simples, trazer a cartaz recortes do que estiver sendo produzido pelos designers ou artistas visuais aqui do estado, além de entrevistas e notícias sobre eventos que estiverem por acontecer. Escolhemos estrear o blog observando o design de um produto bem comum entre aos jovens capixabas, a catuaba Xixa.

A catuaba é uma planta nativa da região norte do Brasil. Tem uma longa história de uso medicinal natural como afrodisíaco, tendo sido usada pela primeira vez pelos índios Tupi. No exterior é comumente disponível em forma de chá e no Brasil em forma de chá, tintura e bebida. A bebida é alcoólica e comercializada como um coquetel, basicamente uma mistura de vinho, guaraná e catuaba. No Espírito Santo, são fabricados dois tipos de bebidas de catuaba, largamente aceitos no mercado regional e com distribuição nacional. São a catuaba tradicional Reggiani e a Xixa, ambas da mesma fábrica, localizada no município de Viana.

Catuaba tradicional Reggiani

Catuaba tradicional Reggiani

A catuaba Reggiani é uma bebida tradicional da empresa, comercializada em garrafa PET de 920 ml. Os aspectos visuais do produto transmitidos pelo desenho da garrafa e pelo rótulo, bem como o próprio nome da bebida, remetem ao caráter tradicional que o público espera do produto.

Para atingir outro segmento do mercado, há cerca de 15 anos foi lançada a catuaba Xixa com intuito de atender um público mais jovem e de menor poder aquisitivo. Também é embalada em garrafa PET e comercializada nos tamanhos de 300 e 920ml. A Xixa, como é popularmente conhecida entre os jovens, é mais barata que a catuaba tradicional, sua fórmula é mais leve e o sabor é mais adocicado. O nome Xixa, remonta a uma bebida caseira preparada exclusivamente pelas garotas indígenas dos povos Incas e Maias, uma bebida escura e fermentada conhecida como Chicha.

A primeira embalagem da Xixa apresentava muitas semelhanças com o produto tradicional da empresa, o que dificultava a associação desse novo produto com o público a que estava destinado. No entanto já era possível notar uma diferenciação entre os produtos dada pelo apelo visual do rótulo, que destaca a imagem de uma índia seminua oferecendo a bebida.

Embalagens Xixa

Embalagem antiga e embalagens novas da Xixa, nos tamanhos de 300 e 920 ml.

Há cerca de seis anos, a Xixa passou por um processo de redesign realizado pela designer capixaba Flávia Carvalhinho. A grande diferença entre as embalagens é o desenho da garrafa, que foi totalmente modificado para poder se diferenciar dos concorrentes no ponto de venda. A garrafa atual foi projetada a fim de melhorar a relação entre produto e o usuário, pois as formas da garrafa com desenhos sinuosos na base inferior e com uma pega na parte superior abaixo da tampa facilitam que o usuário segure o produto em mãos, mesmo que a garrafa esteja molhada ou suada já que o produto é consumido preferencialmente gelado. Além da melhoria no desempenho ergonômico da embalagem, pode-se dizer que o redesign agregou valor ao produto a partir da conceituação do novo desenho que conferiu exclusividade e originalidade a embalagem. O desenho da nova garrafa foi desenvolvido com base nos utensílios domésticos dos povos indígenas brasileiros, como nos contou a designer Flávia.

No redesign do rótulo percebem-se mudanças mais sutis, no entanto não menos importantes. O rótulo assumiu um outro formato para se adequar à nova garrafa. O logotipo Xixa foi centralizado, o que conferiu mais destaque ao nome do produto e as informações textuais do produto sofreram um tratamento gráfico diferenciado de modo que centrasse a atenção do usuário no desenho da personagem, a Xixa, que foi mantida do original.

Quer ficar animadinho no rock? Vai de Xixa!

Rótulo Xixa

Contribuiram para o texto:

Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

5 respostas a O design da Xixa

  1. Waldo Dalvi disse:

    Show!!!

    Para o trabalho e para a matéria!!!

    É isso, um grande abraço!

  2. Patricia disse:

    Adoramos a matéria do design dos nossos produtos.

  3. Avatar of Carol Carol disse:

    que massa, meninas!

    post profissionalíssimo! a xixa merece! hehe
    =)

    boa sorte com o blog! vou ficar acompanhando!

    carol

  4. laura disse:

    Olá!

    Bom blog! Acho que vou seguir aprendendo algumas coisas de design!

    Aproveito o post para contribuir com um detalhe a mais, nada a ver com design que não é propriamente minha praia. É sobre a Chicha, da qual se poderia dizer que é comúm a diferentes comunidades indigenas das Américas tanto Central como do Sul, por exemplo, tb era feita pelos indigenas Muiscas da Colômbia. Ainda é produzida e consumida por pessoas não necessariamente pertencentes a comunidades indigenas, como camponeses e mesmo nas cidades. Minha avó, camponesa da região central da Colômbia, fazia uma Chicha muito gostosa!

    • Avatar of JUUZ JUUZ disse:

      Laurita, teu comentário é precioso (:
      Não sabia que também tem Chicha na Colombia! Agora tenho que ir lá pra degustar e tb dar uma espiada no rótulo ;) me convida?
      Se for igual ao café, tá ótimo!
      Super beijo, saudades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>